Banner  Estilo e harmonizacao.jpg

Vinho pode ajudar na perda de peso

Atualizado: Mai 15


Vinho pode ajudar no controle da obesidade

O vinho traz benefícios à saúde”, esta é uma afirmação pesquisada e comprovada por diversas universidades. A novidade é que pesquisas recentes tem relacionado o consumo moderado desta bebida à perda de peso. A Universidade de Navarra, na Espanha, acompanhou mais de nove mil adultos sem doença crônica durante seis anos. Alguns eram consumidores frequentes de cervejas e outras bebidas alcoólicas, outros eram abstêmios. O primeiro grupo apresentou um ganho significativo de peso quando comparado ao outro. No entanto, não houve associação entre o consumo frequente e o moderado de vinho com o aumento do sobrepeso ou da obesidade, como nas demais bebidas. Pelo contrário, o consumo do nobre fermentado foi associado à perda de peso.



Vinho pode ajudar no combate à obesidade


A Universidade de Purdeu, nos Estados Unidos, publicou um estudo no Journal of Biological Chemistry em 2012 que sugere que o vinho tinto pode ajudar a combater a obesidade. Tal fato deve-se ao composto piceatanool, presente em sua estrutura química. Hong Kim, professor assistente de ciência de alimentos, e Jung Yeon Kwon, um estudante de pós-graduação no laboratório de Kim, relataram que o piceatannol bloqueia uma célula de gordura imatura a se desenvolver e crescer. Embora semelhante em estrutura ao resveratrol – o composto encontrado no vinho tinto, uvas e nuts que se pensa combater o câncer, doenças cardíacas e doenças neurodegenerativas – o piceatannol pode ser uma importante arma contra a obesidade. Resveratrol é convertido em piceatannol em humanos após o consumo.


O resveratrol é uma das substâncias do vinho benéficas à saúde

"Piceatannol realmente altera o tempo das expressões genéticas, funções genéticas e ação da insulina durante a adipogênese, o processo em que as células de gordura em estágio inicial se tornam células de gordura maduras", disse Kim. "Na presença de piceatannol, você pode ver atraso ou inibição completa da adipogênese."

Durante um período de 10 dias ou mais, as células de gordura imaturas, chamadas de preadipócitos, passam por vários estágios para se tornarem células de gordura maduras, ou addipócitos.

"Essas células precursoras, embora não tenham acumulado lipídios, têm o potencial de se tornarem células de gordura", disse Kim. "Consideramos que a adipogênese é um importante alvo molecular para retardar ou prevenir o acúmulo de células de gordura e, assim, o ganho de massa de gordura corporal."

Kim descobriu que o piceatannol se liga aos receptores de insulina de células de gordura imaturas no primeiro estágio da adipogênese, bloqueando a capacidade da insulina de controlar ciclos celulares e ativar genes que realizam estágios adicionais da célula de formação de gordura. Piceatannol essencialmente bloqueia os caminhos necessários para que as células de gordura imaturas amadureçam e cresçam.

Piceatannol é um dos vários compostos que estão sendo estudados no laboratório de Kim para seus benefícios para a saúde, e também está presente em diferentes quantidades em sementes e na casca da uva, mirtilos, maracujá e outras frutas.

Kim como confirmaria sua descoberta atual, que é baseada em um sistema de cultura celular, usando um modelo animal de obesidade. Seu trabalho futuro também incluiria métodos determinantes para proteger o piceatannol da degradação para que concentrações grandes o suficiente estariam disponíveis na corrente sanguínea para parar a adipogênese ou o ganho de gordura corporal.


Veja abaixo o vídeo com a explicação do pesquisador



Consumo moderado


Muitas clínicas de emagrecimento incluem o vinho no cardápio dos seus clientes, principalmente o tinto seco por ele ter um valor calórico menor. É importante ressaltar que os benefícios da bebida de Baco surgem com o consumo em quantidades moderadas e aliadas a uma alimentação saudável.



Texto revisado:

Dra. Caroline Dani

Biomédica e PhD em Biotecnologia

Acesse os conteúdos e aulas gratuitas de vinhos

©2020 por SENSORY BUSINESS e Prof. MARCELO VARGAS

contato@sensorybusiness.com - Tel: (51)  99327-3465