Banner  Estilo e harmonizacao.jpg

Vinho e saúde: pandemia do coronavírus (COVID-19)

Atualizado: Mai 14


Consumo moderado e regular de vinho pode trazer benefícios para saúde

Em tempos de tanta preocupação com vírus, surgem muitas notícias as quais, às vezes, podem parecer a solução do nosso problema.


Nas últimas semanas a Fundación para la investigación del vino y nutrición (FIVIN), uma Instituição que tenho um prazer enorme em fazer parte, divulgou um comunicado reforçando o que tenho falado nos últimos tempos. Vinho NÃO previne a COVID-19, mas com certeza ajuda no nosso sistema imune, se consumido moderadamente. Compartilho com vocês esse comunicado tão importante, farei a tradução do espanhol para o português.



Comunicado sobre vinho e o coronavírus


Tradução do comunicado: “Um comunicado de imprensa foi divulgado recentemente, que abordou a relação entre vinho e coronavírus como diretrizes de segurança, e incluiu um terceiro ponto: "3º Consumo moderado de vinho, ligado ao consumo responsável, pode contribuir para uma melhor higiene da cavidade oral e faringe, esta última área onde os vírus fazem ninho durante infecções" que liga implicitamente o consumo de vinho à prevenção do Covid-19 em um momento crítico para o nosso país.


Algum meio digital ecoou a afirmação destacando justamente esse aspecto dela, que provocou dezenas de comentários negativos nas redes sociais. Na medida em que o impacto fora de nossas fronteiras (especialmente nos países de língua espanhola) provocou a resposta da Wine in Moderation, criticando tais alegações e afirmando especificamente que "atualmente não há evidências científicas que mostrem que o vinho tem um efeito positivo sobre o Covid-19".


O novo coronavírus SARS‐CoV‐2 é o causador da doença COVID-19

Há mais de vinte anos, a FIVIN – Foundation for Wine Research (em 1992) e o programa European Wine in Moderation (em 2008) vêm defendendo as virtudes do consumo moderado de vinho a partir de evidências científicas e com o endosso de um prestigiado comitê científico.


Essas instituições vêm realizando um trabalho de coleta e disseminação dos benefícios do consumo moderado e responsável de vinho, sempre por meio de provas científicas comprovadas e sob a supervisão de um comitê científico composto por especialistas de diferentes especialidades médicas, que endossam e autorizam cada uma das mensagens lançadas com a intenção de informar o consumidor. Nosso desejo é proteger as informações que os consumidores recebem, sendo sempre muito cautelosos em todas as mensagens sobre vinho e saúde, e levando em conta a possível fragilidade da informação na mídia e o impacto que uma má interpretação pode ter, ainda mais no momento, dada a atual situação difícil e as recomendações de saúde que circulam em torno do Covid-19 , inclusive de administrações responsáveis de saúde.


O uso de máscara adequada ao sair é uma das orientações para combater a COVID-19

Obviamente, cada operador é livre para escolher seus critérios de comunicação, mas nossa recomendação é trabalhar na linha de autocontrole e responsabilidade e evitar ecoar informações não recoathed, que muitas vezes são exploradas pelas poderosas correntes de opinião que visam demonizar o consumo de qualquer quantidade de álcool e, portanto, vinho. A da FIVIN condena a desinformação e as falsas recomendações de informações não verificadas. Aproveitamos esta oportunidade para nos colocar à sua disposição para esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir.” Fim da tradução do comunicado.



Vinho pode prevenir ou combater o coronavírus (COVID-19)?


Ou seja, mais uma vez confirmando o que já falamos em outros momentos. O vinho contribui para a nossa saúde, se consumido moderadamente e associado a um estilo de vida saudável.


Os polifenóis, mais presentes nas uvas tintas, ajudam o sistema imune

Mas da onde vem a ideia do vinho prevenir a COVID-19? Apareceu um estudo publicado em 2017, onde demonstrou o efeito antiviral do resveratrol em testes in vitro, ou seja, laboratorial. Não estamos falando de estudos com seres humanos. E o efeito é contra o MERS-CoV, conhecido como Middle East Respiratory Syndrome, foi considerado em 2017 um novo coronavirus causador de uma doença viral respiratória, que apresentou em 2016 uma mortalidade de 35.4% em 1842 casos confirmados. Também já foi confirmada a ação antiviral deste composto em estudo in vitro contra outro vírus respiratório, o Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus (SARS-CoV). Agora quanto ao novo coronavirus SARS‐CoV‐2, causador da COVID-19, não sabemos nada quanto ao efeito do resveratrol.



Os polifenóis dos vinhos ajudam nossa imunidade


Sabemos ainda por outros estudos que os polifenóis possuem efeito antibacteriano, antiviral, antifúngico e que melhora o nosso sistema imune. Quanto ao vírus que estamos enfrentando ainda precisamos estudar. Os polifenóis são os anticorpos da videira e ajudam para a sua defesa, dão longevidade aos vinhos e contribuindo para a nossa saúde também.

Seguir as seguintes orientações ajudam a prevenir a COVID-19:


Podemos usa a sigla para ajuda a lembrar W-U-H-A-N


  1. Wash hands = Lave as mãos;

  2. Use mask properly = Use máscaras de proteção adequadamente;

  3. Have temperature checked regularly = Verifique sua temperatura regularmente;

  4. Avoid large crowds = Evite grandes multidões;

  5. Never touch your face with unclean hands = Nunca toque seu rosto com as mãos sujas.


Se cuide para ficar bem! Saúde e vida longa!

Autora: Dra. Caroline Dani Biomédica e PhD em Biotecnologia


Acompanhe Nossa Agenda de Cursos e Novidades

©2020 por SENSORY BUSINESS

contato@sensorybusiness.com - Tel: (51)  99327-3465